Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
Carlos Roberto Zanirato
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Carlos Roberto Zanirato
Atividade: Militar
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Vanguarda Popular Revolucionária VPR
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
Cabral
Prisão: 23/6/1969
SP Brasil
Morto ou Desaparecido:
Morto
29/6/1969
São Paulo SP Brasil
cruzamento da R. Bresser com a Av. Celso Garcia
Versão oficial.
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento (Estadual) de Ordem Política e Social/SP DOPS/SP ou DEOPS/SP SP Brasil
Médico legista:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
José Manella Netto, Orlando Brandão
   
Biografia  
   
Documentos  
Artigo de jornal
Artigo intitulado "Lamarca levou cofre do Dr. Rui", sem fonte e data, com carimbo do DOPS de 24/09/69. Informa que o capitão Lamarca, em entrevista distribuída às agências internacionais, afirma que sua organização, a Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), está com o cofre de Ana Maria Benchimol Capriglione, amante do falecido governador Ademar de Barros e conhecida internacionalmente como Dr. Rui, no qual foram encontrados dois milhões e meio de dólares, em dinheiro. Lamarca esclarece que só se tornou um revolucionário após o golpe de 64. Assume a responsabilidade por 21 "expropriações financeiras" e, em contrapartida, relaciona os nomes de cinco companheiros assassinados pela ditadura, de janeiro a agosto de 1969: João Lucas Alves, Severino Viana Colon, Hamilton Cunha, Carlos Roberto Zanirato e Fernando Borges de Paula Ferreira.

Foto
Foto original e em preto e branco do corpo, encontrada no DOPS/SP.

Relatório
Documento do Serviço Secreto do DOPS, sem data, intitulado "Relação de vulgos conhecidos integrantes da VPR". A lista apresenta 40 codinomes em ordem alfabética, seguidos de respectivos nomes, quando identificados. Dentre eles, constam Onofre Pinto, Eduardo Leite, Carlos Roberto Zanirato, Antônio Raymundo Lucena, Yoshitane Fujimori, Hamilton Fernando da Cunha e Carlos Lamarca.

Relatório
Página 2 de documento com denúncia de organizações de esquerda encontrado no arquivo do DOPS/SP. Possui lista dos brasileiros assassinados pela ditadura militar, cita três brasileiros inválidos e artigo do Estado de São Paulo de 13/05/70, questionando sobre pena de morte no Brasil em virtude de comissão especial de justiça a ser designada para julgar quatro acusados de terrorismo em Olinda, PE, que poderá condená-los à pena de morte. Na lista dos brasileiros assassinados constam: Carlos Marighella, Edson Luiz, José Guimarães, João Roberto, Chael, Padre Henrique (Antônio Henrique), Bernardino Saraiva, Carlos Roberto Zanirato, Carlos Schirmer, José de Souza, João Lucas Alves, Manuel Alves de Oliveira, Pedro Inácio de Araújo, Hamilton Cunha, Severino Melo, Severino Viana Colon, Reinaldo Pimenta, Fernando Ruivo (Fernando Borges de Paula Ferreira), Virgílio Gomes, Mário Alves, além de José Araújo Nóbrega.

Relatório
Parte de documento, encontrado no arquivo do DOPS, de organização de esquerda contendo denúncias de mortes, violências e ilegalidades cometidas pela ditadura militar. Comenta que, para a ditadura defender-se, viola as leis que ela própria elaborou, entregando o comando da repressão a órgãos clandestinos como o DOI-CODI e a OBAN e cita nomes de pessoas mortas ou desaparecidas por estes órgãos, como: Marighella, Edson Luís, José Guimarães, João Roberto, Padre Henrique (Antônio Henrique Pereira Neto), Bernardino Saraiva, João Domingues da Silva, Carlos Schirmer, Marco Antônio Braz Carvalho, Pedro Inácio de Araújo, Hamilton Cunha, Eremias Delizoicov (considerado aqui como ex-militar morto no Rio), Carlos Roberto Zanirato, Antônio Raymundo Lucena, José Wilson Lessa Sabag, José Roberto Spiegner, Dorival Ferreira, José Idésio Brianezi e Juarez P. de Brito.

Relatório
Parte de relatório, sem identificação do órgão, de 11/12/69. Consta que Lamarca, Carlos Roberto Zanirato e outros ex-militares expulsos do Exército foram indiciados por atos de terrorismo, como aliciamento e pregação subversiva. Possui o carimbo do arquivo do DOPS.

Ficha pessoal
Documento da Delegacia de Ordem Política e Social do Paraná, de 15/12/75. Informa que Carlos foi citado no inquérito que apurou as atividades da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e que não foi denunciado na mais importante das ações sobre organizações terroristas em decorrência da extinção de punibilidade pela sua morte.

Ficha pessoal
Documento do IML, de 29/06/69. O corpo foi identificado como de desconhecido.

Ficha pessoal
Ficha individual no Ministério do Exército, com a anotação à mão: arquivo 19/11/69. Apresenta filiação e outros parentes, descrição física, ligações pessoais e dados sobre a militância, onde consta que pertence a grupo da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), composto por Carlos Roberto Zanirato, entre outros.

Laudo de exame de corpo delito
Laudo de exame do IML, de 23/09/69, realizado por José Manella Netto e Orlando Brandão. O corpo foi identificado como de desconhecido.

Interrogatório
Parte de interrogatório de Onofre Pinto, na Delegacia Especializada de Ordem Social, sem data, com carimbo do DOPS de 23/06/69.

Requisição de exame de cadáver
Documento do IML, de 29/06/69. Indica ter morrido ao se jogar sob as rodas de um ônibus. O corpo foi identificado como de desconhecido.

Parte de livro
Teles, Janaína (org.). Mortos e desaparecidos políticos: reparação ou impunidade? São Paulo: Humanitas - FFLCH/USP, 2000. p.172-176. Lista de nomes dos presos políticos cujas famílias receberam indenização do governo por este ter assumido a responsabilidade pela morte ou desaparecimento dos mesmos.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados