Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
José Montenegro de Lima
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: José Montenegro de Lima
Estado:
(onde nasceu)
CE
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
/1948
Atividade: Estudante secundarista
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Partido Comunista Brasileiro PCB
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
Magrão
Prisão: 29/9/1975
São Paulo SP Brasil
em sua casa no Bairro Bela Vista
Segundo Relatório do Ministério da Marinha foi preso em 30/09/75.30/9/1975
Brasil
Segundo Relatório do Ministério da Marinha.
Morto ou Desaparecido:
Desaparecido
0/0/1975
São Paulo SP Brasil
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento (Estadual) de Ordem Política e Social/SP DOPS/SP ou DEOPS/SP SP Brasil
Departamento de Operações Internas - Centro de Operações de Defesa Interna/SP DOI-CODI/SP SP Brasil
   
Biografia  
   
Documentos  
Relatório
Documento da Divisão de Informações do DOPS/SP, de 19/04/76. José Montenegro é citado, em declarações prestadas por várias pessoas, como coordenador das reuniões do PCB em meados de 1972, como dirigente do PCB e também integrado à Base desta mesma organização da Faculdade de Comunicações e Artes da USP. Possui códigos das pastas de onde foram retiradas as informações de cada parágrafo.

Relatório
Documento da Divisão de Informações do DOPS/SP, de 27/07/76. Consta que José Montenegro de Lima estaria tentando montar uma base com os estudantes de arquitetura em meados de 1969 e que distribuía o jornal Voz Operária. Há citação de artigos de jornais, onde José fora citado por ser indiciado em inquérito e por querer reorganizar o Partido Comunista. Informa também que a vítima fazia parte da base dos estudantes de História da USP, e que em 22/01/76, o Diário Popular, jornal de São Paulo, publicou uma relação de detentos, afirmando que fora preso em 30/09/75 e, desde então, não se têm notícias do seu paradeiro. O documento possui o código das pastas de onde foram tiradas as informações. Em anexo outra cópia do documento, de 17/02/76.

Legislação
Lei 9.140/95. Diário Oficial, Brasília, n. 232, 5 dez. 1995. Reconhece como mortas pessoas desaparecidas em razão de participação, ou acusação de participação, em atividades políticas, entre 02/09/61 a 15/08/79, e que por este motivo tenham sido detidas por agentes públicos, achando-se, desde então, desaparecidas, sem que delas haja notícias. No Anexo I desta Lei foram publicados os nomes das pessoas que se enquadram na descrição acima. Ao todo são 136 nomes.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados