Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
João Carlos Haas Sobrinho
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: João Carlos Haas Sobrinho
Cidade:
(onde nasceu)
São Leopoldo
Estado:
(onde nasceu)
RS
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
24/6/1941
Atividade: Médico
UniversidadeUniversidade Federal do Rio Grande do Sul UFRGS
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Partido Comunista do Brasil PC do B
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
Juca
Morto ou Desaparecido:
Desaparecido
30/9/1972
Piçarra PA Brasil
região do Araguaia
Clandestinidade
Desaparecido
0/10/1972
Brasil
Segundo Relatório do Ministério da Marinha.
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
   
Biografia  
   
Documentos  
Foto
Foto original e preto e branco de busto.

Relatório
Documento do arquivo do DOPS/SP, com carimbo de 1972 e a anotação manuscrita "Equipe do Dr. Haroldo". Contém relação de membros constituintes das seguintes organizações: Ala Vermelha, Ação Libertadora Nacional (ALN), Ação Popular (AP), Fração Bolchevique Trotskysta, Movimento Revolucionário Tiradentes (MRT), Movimento 26 de Março (MR-26), Partido Comunista do Brasil (PC do B), Partido Operário Comunista (POC), VAR-Palmares e Vanguarda Popular Revolucionária (VPR). Constam os nomes de Luiz Eurico Tejera Lisboa (ALN), João Carlos Haas Sobrinho e José Huberto Bronca (PC do B) e Jorge Alberto Basso (POC).

Relatório
Tabela citando o nome de vários indivíduos ligados a organizações de esquerda, cruzando seus nomes com informações como a organização a que pertencem, se estão detidos, se respondem a inquérito policial ou inquérito policial militar, se foram condenados ou liberados, se estão foragidos, profissão, data da detenção e codinomes. Entre eles está o nome de João Carlos Haas Sobrinho, ligado ao Partido Comunista do Brasil (PC do B), respondendo a inquérito e considerado foragido.

Termo de declarações
Depoimento de Raimundo Bandeira Barros para a Delegacia de Polícia de Xambioá, TO, em 29/04/91. O declarante afirma ter visto o corpo de João Carlos Haas Sobrinho e de mais duas pessoas. Afirma também que João era boa pessoa, conhecido por Juca na região do Araguaia, entre 1972 e 73.

Termo de declarações
Depoimento de Joaquina Ferreira da Silva, para a Delegacia de Polícia de Xambioá, TO, em 29/04/91. A declarante afirma ter conhecido João Carlos Haas Sobrinho em 1971, dizendo que ele era uma pessoa bondosa e prestativa e que, em fins de set/72, viu o corpo de João na delegacia; que foi trazido morto para a Delegacia pelo Exército. Na mesma ocasião do sepultamento de João, foram enterrados os corpos de Daniel Ribeiro Callado e mais um homem.

Prontuário/ Dossiê
Documentos e informações referentes a João Carlos Haas Sobrinho, reunidos pela Divisão de Segurança e Informações da Polícia Civil do Paraná. Contém: duas fichas pessoais com histórico, uma atribuindo a ele a profissão de médico e, a outra, a de físico, contando que João viajou para a China, lá freqüentando cursos especializados; foto de rosto pouco nítida; ficha intitulada Elemento Foragido de 11/11/71, com foto de rosto, dados pessoais e histórico, com carimbo do arquivo do DOPS, onde consta o curso de guerrilha feito na China e a participação de João no Partido Comunista do Brasil (PC do B) e em um assalto ocorrido em Itapecerica, SP. Pedido de Busca secreto do Serviço Nacional de Informações (SNI), de 01/08/66, no qual são pedidas informações sobre João Carlos e Amaro Luís de Carvalho; e ofício do SNI/Curitiba ao Secretário de Segurança do Paraná, encaminhando o pedido de busca já citado.

Ficha pessoal
Traz dados sobre a morte de Ciro Flávio Salasar Oliveira e João Carlos Haas Sobrinho. Documento em espanhol: Informe sobre la desaparición forzada o involuntaria de una persona.

Laudo de exame de corpo delito
Laudo médico-legal realizado pela UNICAMP em maio de 1996. Contém descrição da busca e análise dos restos mortais para identificação de Maria Lúcia. Em seu preâmbulo descreve também a frustrada tentativa de exumar os restos mortais de João Carlos Haas Sobrinho.

Depoimento
Anotações de Vitória Grabois sobre a vida de Gilberto Olímpio Maria. Consta que cursou Faculdade de Engenharia de Praga, ex-Tchecoslováquia, junto com Osvaldo Orlando da Costa, o Osvaldão. Ambos regressaram ao Brasil em 1963, militando no Partido Comunista do Brasil (PC do B). Gilberto era também jornalista e escrevia para o jornal comunista "A Classe Operária" até 1964, quando passou a viver na clandestinidade devido ao golpe militar. Foi para o interior do Mato Grosso, onde tentou instalar uma guerrilha, mas foi delatado e voltou a São Paulo, seguindo para a China, em 1966, para um curso de guerrilha. De volta ao Brasil, uniu-se ao grupo de guerrilheiros da região do Araguaia. Junto com Paulo Mendes Rodrigues e seu destacamento, fundou o povoado de São João dos Perdidos, distrito de Conceição do Araguaia. Morou em Porto Franco com João Carlos Haas Sobrinho. Foi morto durante o ataque das Forças Armadas em 25/12/73. É considerado pelo governo como desaparecido.

Legislação
Decreto n. 31.804 da cidade de São Paulo, conferindo nomes de mortos e desaparecidos políticos no período da ditadura militar a ruas de Cidade Dutra. Diário Oficial do Município, São Paulo, v. 37, n. 120, 27 jun. 1992, p. 7.

Legislação
Lei 9.140/95. Diário Oficial, Brasília, n. 232, 5 dez. 1995. Reconhece como mortas pessoas desaparecidas em razão de participação, ou acusação de participação, em atividades políticas, entre 02/09/61 a 15/08/79, e que por este motivo tenham sido detidas por agentes públicos, achando-se, desde então, desaparecidas, sem que delas haja notícias. No Anexo I desta Lei foram publicados os nomes das pessoas que se enquadram na descrição acima. Ao todo são 136 nomes.

Legislação
Lei 9.497/97. Diário Oficial do Município, Campinas, 20 nov. 1997. Atribui nomes de mortos e desaparecidos políticos no período da ditadura militar a ruas dos bairros Vila Esperança, Residencial Cosmo e Residencial Cosmo I.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados