Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
Ieda Santos Delgado
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Ieda Santos Delgado
Cidade:
(onde nasceu)
Rio de Janeiro
Estado:
(onde nasceu)
RJ
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
9/7/1945
Atividade: Advogada e funcionária pública
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Ação Libertadora Nacional ALN
Brasil
Prisão: 11/4/1974
São Paulo SP Brasil
18/4/1974
Segundo Relatório do Ministério da Marinha.
Morto ou Desaparecido:
Desaparecido
0/0/1974
Brasil
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
   
Biografia  
   
Documentos  
Foto
Fotos originais e preto e branco de Ieda em várias situações.

Ficha pessoal
Ficha com dados pessoais de identificação para antropologia forense na UNICAMP e IML (Campinas), preenchida por familiares.

Ofício
Documento do Ministério da Aeronáutica de 17/03/75 ao DEOPS/SP. Encaminha os seguintes documentos anexados: relatórios do Serviço de Informação do DOPS/SP sobre Ieda Santos Delgado e Ana Rosa Kucinski que informam que ambas estão envolvidas com pessoas presas ou seqüestradas pela polícia; ofício do Ministério da Aeronáutica ao Centro de Informações da Marinha (CENIMAR), onde discute-se a intensificação das ações dos subversivos contra o governo militar, segundo o documento, através do uso de documentos sem valor para, até em âmbito internacional, responsabilizar o governo pelos desaparecimentos de pessoas; e dois históricos, o primeiro sobre Paulo Stuart Wright, onde consta sua participação na Ação Popular Marxista-Leninista do Brasil (APML do B), informa que como deputado pelo Partido Comunista Brasileiro (PCB) procurava persuadir trabalhadores e estudantes, teria feito e organizado cursos de guerrilha no exterior, e após tiroteio com a polícia em 1973, conseguiu escapar, encontrando-se foragido. O segundo histórico trata de Umberto de Albuquerque Câmara Neto, informando sua participação na Ação Popular Marxista-Leninista do Brasil (APML do B). Consta que distribuía panfletos subversivos e conclamava os estudantes a se manifestarem contra o governo militar, e também participou do XXX Congresso da UNE em Ibiúna, encontrando-se foragido.

Evento/ Homenagem
Homenagem aos desaparecidos políticos por meio de ato de oficialização dos nomes das ruas do Jardim da Toca, em São Paulo, SP, em 04/09/91, contando com a presença da prefeita Luíza Erundina, do vereador Ítalo Cardoso, dos familiares dos homenageados e de representantes da sociedade. Homenageados: Ana Rosa Kucinski Silva, Antônio Carlos Bicalho Lana, Antônio dos Três Reis Oliveira, Aluísio Palhano Pedreira Ferreira, Aylton Adalberto Mortati, Elson Costa, Hiran de Lima Pereira, Honestino Monteiro Guimarães, Ieda Santos Delgado, Maria Lúcia Petit da Silva e Sônia Maria de Moraes Angel Jones. Acompanha convite para a solenidade.

Legislação
Lei 9.140/95. Diário Oficial, Brasília, n. 232, 5 dez. 1995. Reconhece como mortas pessoas desaparecidas em razão de participação, ou acusação de participação, em atividades políticas, entre 02/09/61 a 15/08/79, e que por este motivo tenham sido detidas por agentes públicos, achando-se, desde então, desaparecidas, sem que delas haja notícias. No Anexo I desta Lei foram publicados os nomes das pessoas que se enquadram na descrição acima. Ao todo são 136 nomes.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados