Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
Ezequias Bezerra da Rocha
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Ezequias Bezerra da Rocha
Cidade:
(onde nasceu)
João Pessoa
Estado:
(onde nasceu)
PB
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
24/12/1944
Atividade: Geólogo
UniversidadeUniversidade Federal de Pernambuco UFPE
   
Dados da Militância  
Nome falso:
(Codinome)
Tonica
Prisão: 11/3/1972
PE Brasil
Morto ou Desaparecido:
Desaparecido
11/3/1972
PE Brasil
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento de Operações Internas - Centro de Operações de Defesa Interna DOI-CODI Brasil
   
Biografia  
   
Documentos  
Artigo de jornal
Artigo incompleto, sem fonte e sem data, intitulado: Encontro de anistia divulga lista com novos desaparecidos. Informa que o Congresso Nacional pela Anistia divulgou lista com nomes de pessoas mortas e desaparecidas a partir de 1964.

Folheto
Folheto por ocasião dos 20 anos do desaparecimento de Ezequias Bezerra da Rocha, produzido pela Comissão de Pesquisa e Levantamento dos Mortos e Desaparecidos Políticos e pelo Grupo Tortura Nunca Mais/PE, os quais estendem a homenagem a Miriam Lopes Verbena e Luís Alberto Andrade de Sá e Benevides. Apresenta trecho da declaração prestada por Guilhermina Bezerra da Rocha, esposa de Ezequias, a familiares destes, após ter sido libertada do DOI-CODI/PE: foi presa junto com Ezequias no dia 11/03/72 ficando na cela enquanto ele foi interrogado e torturado. Viu-o ser levado para a cela ao lado completamente ensangüentado, quando pôde trocar algumas palavras com ele pela última vez. Segundo o histórico relatado neste folheto, Ezequias era opositor ao regime militar, mas tinha idéias pacifistas. Fez o curso de Geologia na Universidade Federal de Pernambuco (UFPe), concluído em 1968. Em 09/03/72, Miriam Lopes Verbena, sua amiga de infância, pediu-lhe emprestado seu Fusca. Ela e seu marido, Luís Alberto Andrade de Sá e Benevides, eram ativistas políticos e faziam parte de um partido político de oposição ao regime militar. Ocorreu um acidente com o carro e ambos morreram. Depois disso, a irmã de Miriam foi presa e em seguida Ezequias e Guilhermina. Dois dias após o desaparecimento de Ezequias, um corpo totalmente mutilado com sinais de tortura foi encontrado em outra cidade. Apesar das características se assemelharem às de Ezequias, a família não pôde identificar o cadáver pois a polícia dizia tratar-se de pessoa já identificada por outra família (mas esta família e o local onde foi enterrado o corpo não foram encontrados). Guilhermina voltou então para sua cidade de origem no Piauí, vindo a falecer num estranho desastre automobilístico, em 09/77, sendo a única vítima fatal do acidente. Em 03/91, foi instituída a Comissão de Pesquisa e Levantamento dos Mortos e Desaparecidos Políticos, que analisou, entre centenas de prontuários do DOPS de Recife, PE, os de Ezequias, Guilhermina, Miriam e Luís Alberto, confirmando que as impressões digitais encontradas no cadáver que a família foi impedida de identificar eram mesmo de Ezequias, o qual passou da lista dos desaparecidos para a dos mortos políticos. Inclui foto de rosto de Ezequias.

Ficha pessoal
Documento do Gabinete de Identificação de Pernambuco, sem data, com impressões digitais, foto de rosto e dados pessoais.

Evento/ Homenagem
Convite para a missa de 20 anos do falecimento de Ezequias, em 13/03/92, organizada pelos familiares, amigos e pela Comissão de Pesquisa e Levantamento dos Mortos e Desaparecidos/PE.

Legislação
Lei 9.140/95. Diário Oficial, Brasília, n. 232, 5 dez. 1995. Reconhece como mortas pessoas desaparecidas em razão de participação, ou acusação de participação, em atividades políticas, entre 02/09/61 a 15/08/79, e que por este motivo tenham sido detidas por agentes públicos, achando-se, desde então, desaparecidas, sem que delas haja notícias. No Anexo I desta Lei foram publicados os nomes das pessoas que se enquadram na descrição acima. Ao todo são 136 nomes.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados