Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
Eudaldo Gomes da Silva
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Eudaldo Gomes da Silva
Estado:
(onde nasceu)
BA
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
1/10/1947
Atividade: Estudante universitário
UniversidadeUniversidade Federal da Bahia UFBA
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Vanguarda Popular Revolucionária VPR
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
José, Zacarias, Silvino
Morto ou Desaparecido:
Morto
8/1/1973
Paulista PE Brasil
Chácara São Bento
Segundo Relatório do Ministério da Marinha.
Clandestinidade
Morto
8/1/1973
Recife PE Brasil
Segundo Relatório do Ministério da Aeronáutica.
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Agente da repressão:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Sérgio Paranhos Fleury
   
Biografia  
   
Documentos  
Artigo de jornal
Pauline Reichstul, "Silvana". Jornal do Comércio, Recife, 11 de jan. 1973. A reportagem traz uma breve biografia de Pauline, diz que ela participou de um curso de Guerrilha em Cuba, integrante da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e da Amnesty Internacional, banida do Brasil, juntamente com Eudaldo Gomes da Silva e que morreu em 08/01/73. A reportagem está numa ficha pessoal da Delegacia de Segurança Social da Secretaria da Segurança Pública de Pernambuco. O documento está pouco legível.

Artigo de jornal
Desbaratado Congresso do Terror Paulista. Jornal do Comércio, Recife, 11 de jan. 1973. Reportagem sobre as circunstâncias em que se deram a morte de Eudaldo Gomes da Silva, Evaldo Luiz Ferreira de Souza, Soledad Barret Viedma, Pauline Reichstul, José Manuel da Silva e Jarbas Pereira Marques, todos considerados terroristas e sobre a Vanguarda Popular Revolucionária (VPR).

Foto
Fotos de José Manoel da Silva e de Eudaldo Gomes da Silva, publicadas no Jornal do Comércio, Recife, 11 jan. 1973. O documento apresenta carimbo do DOPS.

Foto
Fotos de corpo inteiro e sentado, de perfil e de frente, em preto e branco.

Foto
Foto do corpo, encontrada no Instituto de Polícia Técnica, PE.

Foto
Foto original e preto e branco de busto.

Relatório
Documento do Serviço de Informações do DEOPS/SP, de 02/05/73. Traz na íntegra artigo publicado no n. 5 do jornal Campanha, publicado em Santiago do Chile pela Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), em protesto pela morte de Eudaldo Gomes da Silva, Evaldo Luiz Ferreira de Souza, Soledad Barret Viedma, Pauline Reichstul, José Manuel da Silva e Jarbas Pereira Marques. O artigo também acusa José Anselmo, o Cabo Anselmo, de traição.

Relatório
Documento da Divisão de Informações do DOPS/SP, de 17/07/78. Informa que Eudaldo foi banido do Território Nacional, foi preso em 1970, era membro da Vanguarda Popular Revolucionária da Guanabara (VPR) e da Vanguarda Armada Revolucionária Palmares (VAR-Palmares), ganhou a liberdade em troca do embaixador da Alemanha.

Relatório
Relação com os nomes das pessoas banidas do Território Nacional em troca do embaixador da Alemanha Ocidental, que foi seqüestrado em 11/06/70. Entre elas: Eudaldo Gomes da Silva, Aderval Alves Coqueiro, Ângelo Pezzuti da Silva, Carlos Eduardo Pires Fleury, Jeová de Assis Gomes, Joaquim Pires Cerveira e José Lavechia. O documento apresenta carimbo do DOPS.
913.jpg
Relatório
Relatório da Delegacia de Segurança Social de Recife, PE, à Auditoria da 7ª. CJM, de 24/04/73. Informa as circunstâncias em que se deram a morte de Eudaldo Gomes da Silva, Evaldo Luiz Ferreira de Souza, Soledad Barret Viedna, Pauline Reichstul, José Manuel da Silva e Jarbas Pereira Marques, membros da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), a localização de outros “aparelhos” desta organização, traz algumas informações prestadas por Jorge Barret Viedma, irmão de Soledad, e alerta sobre "o quão é perigosa a organização citada".

Relatório
Relatório das circunstâncias da morte de Eudaldo Gomes da Silva, elaborado pela Comissão dos Familiares dos Mortos e Desaparecidos Políticos, e enviado à Comissão Especial Lei 9.140/95.

Relatório
Relatório produzido pelo Comitê de Solidariedade aos Presos Políticos do Brasil em 02/73. Denuncia mortes de presos políticos aos Bispos do Brasil. Documento apreendido pelo DOPS em poder de Ronaldo Mouth Queiroz.

Livro
Viana, Gilney. Massacre da Chácara São Bento. (Mortos e desaparecidos II). Brasília, 29/02/1996. 14 p. Livro em homenagem às vítimas do episódio conhecido como "Massacre da Chácara São Bento". Traz pequena biografia de Soledad, Evaldo Luiz Ferreira, Eudaldo Gomes da Silva, Pauline Reichstul, José Manuel da Silva e Jarbas Pereira Marques, vítimas do referido episódio.

Ficha pessoal
Documento do Setor de Análise, Operações e Informações, sem data. Informa que Eudaldo participou de curso de guerrilha em Cuba, foi trocado pelo embaixador alemão, era membro da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR) e foi banido do Território Nacional em 15/06/70. O documento tem fotografia de rosto, em preto e branco.

Ficha pessoal
Documento do Setor de Análise, Operações e Informações do DOPS, sem data. Informa que foi revogado o banimento de Eudaldo.

Ofício
Documento da Delegacia de Segurança Social de Pernambuco, de 08/02/73, respondendo ao ofício da Divisão de Informações da Guanabara que solicitava informações sobre Pauline Philipe Reichstul, Evaldo Luiz Ferreira de Souza e Eudaldo Gomes da Silva. O documento diz que Pauline participou de um curso de guerrilha em Cuba e foi banida do Território Nacional.

Parte de livro
Teles, Janaína (org.). Mortos e desaparecidos políticos: reparação ou impunidade? São Paulo: Humanitas - FFLCH/USP, 2000. p.172-176. Lista de nomes dos presos políticos cujas famílias receberam indenização do governo por este ter assumido a responsabilidade pela morte ou desaparecimento dos mesmos.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados