Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
Gerson Theodoro de Oliveira
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Gerson Theodoro de Oliveira
Atividade: Auxiliar de escritório
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Vanguarda Popular Revolucionária VPR
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
Anibal
Morto ou Desaparecido:
Morto
22/3/1971
Rio de Janeiro RJ Brasil
R. Barão de Mesquita, 425, Tijuca (DOI-CODI/RJ)
Segundo certidão de óbito.
Clandestinidade
Morto
22/3/1971
Rio de Janeiro RJ Brasil
Bairro Madureira
Segundo Relatórios do Ministério da Aeronáutica e da Marinha.
Clandestinidade
Morto
22/3/1972
Rio de Janeiro RJ Brasil
Av. Suburbana
Segundo registro de ocorrência n. 1048 realizado pelo capitão Celso Aranha.
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento de Operações Internas - Centro de Operações de Defesa Interna/RJ DOI-CODI/RJ RJ Brasil
Médico legista:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Ivan Nogueira Bastos, José Alves de Assunção Menezes
   
Biografia  
   
Documentos  
Foto
Documento do arquivo do DOPS com fotos de rosto, pouco definidas, de diversos militantes, como Gerson Theodoro da Silva (supostamente Gerson Theodoro de Oliveira), Eduardo Leite, José Milton Barbosa, entre outros.

Relatório
Parte de documento produzido por organismo internacional, encontrado no arquivo do DOPS/SP, com nomes de pessoas mortas ou desaparecidas pela ditadura militar brasileira, seguidos de texto em inglês indicando alguns dados da morte e fonte da informação, a maioria da Anistia Internacional. São citados, entre outros: Fernando Borges de Paula Ferreira, Fernando Augusto da Fonseca, Gastone L. Beltrão, Gelson Reicher, Gerson Teodoro de Oliveira, Getúlio de Oliveira Cabral, Grenaldo de Jesus Silva, Hamilton Fernando Cunha, Hélcio Pereira Fortes, Heleny Ferreira Teles Guariba, Hiroaki Torigoi, Ísis Dias de Oliveira del Royo e Ismael da Silva de Jesus.

Relatório
Relatório das circunstâncias da morte de Maurício Guilherme da Silveira e Gerson Theodoro Oliveira, elaborado pela Comissão dos Familiares dos Mortos e Desaparecidos Políticos em 18/06/96, e enviado à Comissão Especial Lei 9.140/95.

Relatório
Relatório produzido pelo Comitê de Solidariedade aos Presos Políticos do Brasil em 02/73. Denuncia mortes de presos políticos aos Bispos do Brasil. Documento apreendido pelo DOPS em poder de Ronaldo Mouth Queiroz.

Ficha pessoal
Ficha individual no Ministério do Exército, com a anotação à mão: arquivo 19/11/69. Apresenta filiação e outros parentes, descrição física, ligações pessoais e dados sobre a militância, onde consta que pertence a grupo da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), composto por Carlos Roberto Zanirato, entre outros.

Laudo de exame de corpo delito
Laudo de exame do IML/Estado da Guanabara, de 06/71, realizado por José Alves Assumpção de Menezes e Ivan Nogueira Bastos. O nome do corpo foi identificado preliminarmente como sendo de Pedro de Castro Correa, depois reconhecido como de Gerson Theodoro de Oliveira, em função de termo de identificação.

Certidão de óbito
Documento do Estado da Guanabara, de 08/06/71.

Interrogatório
Transcrição do interrogatório de Ladislas Dowbor, na Delegacia Especializada de Ordem Social, incompleto, sem data. Cita vários militantes mortos: Eduardo Leite, o Bacuri; José Raimundo da Costa; Hamilton Fernando da Cunha; Onofre Pinto e Gerson Teodoro de Oliveira.

Ofício
Documento encaminhado pelo Ministério da Aeronáutica a diversos órgãos da repressão, em 27/08/70 e 06/10/70. Consta que Eduardo Leite teria comandado a ação de seqüestro do Embaixador da Alemanha, Von Holleben. No termo de declarações, datado de 24/08/70, no Rio de Janeiro, Guanabara, de Eduardo Leite, preso pelo Centro de Informações da Marinha (CENIMAR), este teria contado sua trajetória por organizações de esquerda e as suas funções na Ação Libertadora Nacional (ALN). Segundo as palavras do documento, devido às quedas da maioria da cúpula da Vanguarda Popular Revolucionária (VPR), chegaram à conclusão de que deveriam organizar uma ação de seqüestro de um embaixador com fins de libertar algumas pessoas mais importantes da VPR e incluir algumas da ALN. Em função disto, teria conhecido militantes da VPR como Gerson Theodoro da Silva (provavelmente refere-se a Gerson Theodoro de Oliveira) e José Milton Barbosa, ambos tendo participado da ação. Descreve a ação que contou com nove ativistas que abordaram o Embaixador no carro em que era conduzido. Cita que teria recebido uma lista com 39 nomes elaborada em reunião havida em São Paulo, com a participação de Carlos Lamarca e Joaquim Câmara Ferreira, da qual teria tirado um nome e inserido dois outros. Informa também que teria preparado mensagens em código que foram transmitidas pela Rádio Eldorado, em São Paulo e pela Rádio Nacional, no Rio.

Ofício
Documento do Centro de Informações da Marinha (CENIMAR), de 14/06/71, indicado como urgente e confidencial e destinado ao DOPS/SP. Informa enviar em anexo xerox do auto de exame cadavérico e da certidão de óbito de Gerson.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados