Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
José Idésio Brianezi
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: José Idésio Brianezi
Cidade:
(onde nasceu)
Londrina
Estado:
(onde nasceu)
PR
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
/1946
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Ação Libertadora Nacional ALN
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
Mariano
Morto ou Desaparecido:
Morto
14/4/1970
São Paulo SP Brasil
R. Itatins, 88F, Campo Belo
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento de Operações Internas - Centro de Operações de Defesa Interna/SP DOI-CODI/SP SP Brasil
Operação Bandeirante OBAN Brasil
Agente da repressão:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Renato D'Andréia
Médico legista:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Cypriano Osvaldo Mônaco, Paulo Augusto Queiroz Rocha
   
Biografia  
   
Documentos  
Artigo de jornal
Folha de Londrina, Londrina, 21 jul. 1991. "Brianezi, outro apucaranense morto pela repressão". "Tarefa árdua na busca dos desaparecidos". Pai de José Idésio Brianesi investigou fatos sobre a morte de seu filho e de Antônio dos Três Reis nas mãos da repressão. Através dos trabalhos de investigação de Maria Amélia Teles nas fichas do DOPS do Paraná, foi possível descobrir o local onde os restos mortais de Antônio dos Três Reis foi enterrado. Com auxílio da Prefeita de São Paulo, Luíza Erundina, e do Governador do Paraná, Roberto Requião, a possibilidade de exumação e identificação dos corpos paranaenses se amplia, apesar das dificuldades técnicas.

Artigo de jornal
Artigo incompleto, sem fonte e sem data, intitulado: Encontro de anistia divulga lista com novos desaparecidos. Informa que o Congresso Nacional pela Anistia divulgou lista com nomes de pessoas mortas e desaparecidas a partir de 1964.

Foto
Foto original e preto e branco do corpo, encontrada no IML/SP.

Foto
Foto original e preto e branco de rosto. Possui cópia do arquivo do DOPS/SP.

Relatório
Relatório do arquivo do DOPS/SP, intitulado "Índice", de 14/04/70. Informa que no dia anterior morreu José Idésio Brianesi durante tiroteio com agentes da Operação Bandeirantes (OBAN). Devido a investigações procedidas por este órgão, foi localizada a pensão em que morava Idésio, conhecido por "Mariano", na Rua Itatins, onde foi organizado um cerco. Quando "Mariano" chegou e se deparou com os policiais, sacou sua arma, atirando contra dois sargentos, mas sendo atingido, vindo a falecer no local. O proprietário da pensão informou que "Mariano" estava registrado como José Idésio Brianezi, cuja profissão era vendedor de livros. Relata os documentos considerados suspeitos, encontrados pela polícia, entre seus pertences na pensão.

Relatório
Instrução para fabricação de bomba caseira, com a indicação "Encontrado entre os pertences de José Idésio Brianezi (morto)". Documento do arquivo do DOPS, com carimbo de 27/05/70.

Relatório
Parte de documento, encontrado no arquivo do DOPS, de organização de esquerda contendo denúncias de mortes, violências e ilegalidades cometidas pela ditadura militar. Comenta que, para a ditadura defender-se, viola as leis que ela própria elaborou, entregando o comando da repressão a órgãos clandestinos como o DOI-CODI e a OBAN e cita nomes de pessoas mortas ou desaparecidas por estes órgãos, como: Marighella, Edson Luís, José Guimarães, João Roberto, Padre Henrique (Antônio Henrique Pereira Neto), Bernardino Saraiva, João Domingues da Silva, Carlos Schirmer, Marco Antônio Braz Carvalho, Pedro Inácio de Araújo, Hamilton Cunha, Eremias Delizoicov (considerado aqui como ex-militar morto no Rio), Carlos Roberto Zanirato, Antônio Raymundo Lucena, José Wilson Lessa Sabag, José Roberto Spiegner, Dorival Ferreira, José Idésio Brianezi e Juarez P. de Brito.

Relatório
Relatório das circunstâncias da morte de José Idésio Brianesi, elaborado pela Comissão dos Familiares dos Mortos e Desaparecidos Políticos em 03/05/96, e enviado à Comissão Especial Lei 9.140/95.

Ficha pessoal
Documento da Delegacia de Ordem Política e Social, de 22/10/68, com a palavra "Falecido" datilografada no alto da ficha. Informa que José Idésio participou do XIX Congresso dos Secundaristas Paranaenses, realizado em Cornélio Procópio, de 17 a 21/01/68; é considerado agitador que freqüentemente atacou o Governo; ligado ao grupo subversivo de Apucarana, PR; consta que morreu na cidade de São Paulo.

Ficha pessoal
Documento do IML, de 11/06/70, com dados do óbito.

Laudo de exame de corpo delito
Laudo de exame do IML, de 25/05/70, realizado por Cypriano O. Mônaco e Paulo A. de Queiroz Rocha.

Requisição de exame de cadáver
Requisição de exame ao IML/SP, solicitada pelo DOPS, em 14/04/70. Indica morte devido a tiroteio travado com a polícia, após ferir gravemente dois sargentos. Solicita ao Instituto de Polícia Técnica (IPT) a fotografia e as impressões digitais do cadáver. Documento do arquivo do DOPS/SP.

Parte de livro
Teles, Janaína (org.). Mortos e desaparecidos políticos: reparação ou impunidade? São Paulo: Humanitas - FFLCH/USP, 2000. p.172-176. Lista de nomes dos presos políticos cujas famílias receberam indenização do governo por este ter assumido a responsabilidade pela morte ou desaparecimento dos mesmos.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados