Lista de nomes
Pesquisa
  OK
Morto e desaparecido
Audiovisual
Bibliografia
Eventos
História
Legislação
Notícias
Joelson Crispim
Ficha Pessoal  
   
Dados Pessoais  
Nome: Joelson Crispim
Cidade:
(onde nasceu)
Rio de Janeiro
Estado:
(onde nasceu)
RJ
País:
(onde nasceu)
Brasil
Data:
(de nascimento)
16/4/1946
Atividade: Operário
   
Dados da Militância  
Organização:
(na qual militava)
Vanguarda Popular Revolucionária VPR
Brasil
Nome falso:
(Codinome)
Nilson Crispim, Roberto Paulo Wilda, Mário Henrique da Silva, Luiz Carlos Fronza
Morto ou Desaparecido:
Morto
23/4/1970
SP Brasil
Clandestinidade
   
Dados da repressão  
Orgãos de repressão
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Departamento de Operações Internas - Centro de Operações de Defesa Interna/SP DOI-CODI/SP SP Brasil
Agente da repressão:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Coutinho
Médico legista:
(envolvido na morte ou desaparecimento)
Paulo Augusto Queiroz Rocha, Sérgio de Oliveira
   
Biografia  
   
Documentos  
Foto
Foto de rosto do cadáver. Possui o carimbo do arquivo do DOPS.

Foto
Fotos de rosto uma ampliada e outra não, de épocas diferentes.

Foto
Fotos originais e preto e branco de busto

Relatório
Documento da Casa de Saúde D. Pedro II, de 22/04/70. Informa que Roberto Paulo Wilda, nome falso de Joelson Crispim, deu entrada nesse mesmo dia com ferimentos a bala e que faleceu antes da cirurgia. Possui o carimbo do arquivo do DOPS.

Relatório
Documento da Comissão Especial - Lei 9.140/95, Brasília, 29/02/96. Relator: deputado Nilmário Miranda. Referente ao requerimento de Olga Chrispim Lobo Bardawil e Denize Peres Chrispim, irmãs de Joelsom Chrispim, para o reconhecimento da morte e inclusão de seu nome nos termos da Lei 9.140/95. Traz as circunstâncias da morte de Joelson e o voto do deputado favorável ao deferimento do pedido.

Relatório
Relatório das circunstâncias da morte de Joelson Crispim, elaborado pela Comissão dos Familiares dos Mortos e Desaparecidos Políticos, e enviado à Comissão Especial Lei 9.140/95.

Ficha pessoal
Documento do IML/SP, em nome de Roberto Paulo Wilda, nome falso de Joelson Crispim, de 08/05/70.

Ficha pessoal
Documento da polícia de 17/01/66 com dados pessoais e características físicas em nome de Mário Henrique da Silva, codinome de Joelsom Crispim. Possui cópias de 29/09/65 com o codinome Roberto Paulo Wilda e de 17/01/66, com o codinome Luiz Carlos Fronza.

Ficha pessoal
Ficha pessoal no IML/SP, em nome de Roberto Paulo Wilda, nome falso de Joelsom Crispim, com a inscrição de desconhecido antes do nome. Possui o carimbo do arquivo do DOPS.

Ficha pessoal
Documento do Serviço de Identificação de São Paulo com impressões digitais e o número do passaporte com data de 26/11/68.

Documento pessoal
Registro Geral (RG) em nome Roberto Paulo Wilda, documento do Serviço de Identificação em nome de Nilson Crispim. Possui o carimbo do arquivo do DOPS e está manuscrito que pertencem a Nilson Crispim, codinome de Joelson Crispim.

Laudo de exame de corpo delito
Laudo de exame do IML/SP, de 05/05/70, realizado por Sérgio de Oliveira e Paulo A. de Q. Rocha, em nome de Roberto Paulo Wilda.

Certidão de óbito
Documento emitido pelo Cartório do Registro Civil da Sé, em São Paulo, SP, de 07/10/96.

Requisição de exame de cadáver
Requisição de exame ao IML/SP, de 22/04/70, em nome de Roberto Paulo Wilda, nome falso de Joelsom Crispim. Apresenta a letra "T" manuscrita, indicando tratar-se de indivíduo considerado terrorista. Há uma cópia sem os manuscritos e sem a assinatura do delegado e outra como esta e constando o carimbo do arquivo do DOPS.

Impressões digitais
Documento do IML/SP.

Ofício
Documento da Comissão Especial Lei 9.140/95 - Desaparecidos Políticos de 07/05/96, declarando que Joelson Crispim foi reconhecido como morto por agentes do Estado, em 29/02/96.

Legislação
Comissão Especial de Desaparecidos Políticos. Diário Oficial, Brasília, n. 45, 6 mar. 1996. p. 3711. Apresenta os nomes de pessoas reconhecidas pela Comissão Especial da Lei 9.140/95. Esta lei reconhece como mortas pessoas desaparecidas em razão de participação, ou acusação de participação, em atividades políticas, entre 02/09/61 a 15/08/79.

Parte de livro
Teles, Janaína (org.). Mortos e desaparecidos políticos: reparação ou impunidade? São Paulo: Humanitas - FFLCH/USP, 2000. p.172-176. Lista de nomes dos presos políticos cujas famílias receberam indenização do governo por este ter assumido a responsabilidade pela morte ou desaparecimento dos mesmos.


voltar
EREMIAS DELIZOICOV - Centro de documentação | DOSSIÊ - Mortos e Desaparecidos Políticos no Brasil
2002 - 2007 Todos os direitos Reservados